Ação Entre Amigos trabalha para guardar história regional e da imigração alemã

Carinhosamente apelidada de Mimosa, o primeiro prêmio será essa caminhoneta D20 ano 1991 totalmente reformada. Foto: divulgação.

Encabeçada pelo médico Flavio Seibt, o sorteio da caminhoneta D20, ano 1991 totalmente restaurada, pretende arrecadar fundos para garantir a ampliação do Museu de Venâncio Aires. O recurso será aplicado na indenização para desapropriação de terreno junto ao atual prédio histórico da entidade, no Centro do município. O espaço servirá para receber a reserva técnica, onde serão abrigados e restaurados as peças do acervo da entidade. Para o sucesso da ação é preciso transmitir 1000 números a R$ 100 cada, um desafio que o doador do veículo pretende superar.

Fabio Seibt apresentando o Museu à equipe do Der Hut – maio de 2018 – tendo ao fundo os vestidos de noiva pretos da comunidade teuto-brasileira. Foto: Denis Gerson Simões.

A ideia de iniciar um museu em Venâncio Aires veio de um conjunto de situações, mas muito veio da vontade da população em preservar sua história. Falando do surgimento do Museu, Flávio destacou que “a comunidade assumiu o desafio de comprar o edifício e pagamos em 40 meses. É uma luta permanente nestes 25 anos”, apresentando que esse novo passo faz parte dessa caminhada. Ampliar a estrutura desse trabalho faz-se necessário pois, segundo ele, o acervo seguiu crescendo neste quarto de década e é preciso ter onde abrigar esse patrimônio material da região, estimado hoje em 80.000 peças.

Além da caminhoneta, o segundo prêmio será um forno elétrico. O sorteio ocorrerá no dia 26 de outubro de 2019.

“O Museu de Venâncio Aires, o Museu de muitos donos” é praticamente o slogan da entidade, que se orgulha do diálogo constante com os cidadãos e que não só preserva sua história, como também a destaca no passar de gerações. Estão entre os destaques do Museu os vestidos de noivas pretos, tipos da comunidade teuto-brasileira; o realejo gigante, que inclusive teve seu som gravado; artefatos indígenas encontrados em sítios arqueológicos; uma rara bicicleta de madeira; entre muitos outros artefatos. Só o prédio em si já é uma preciosidade. “Há as exposições temporárias e as permanentes também”, destacou Flávio.

Uma ação para preservar histórias de muitos “donos”.

Para quem quiser contribuir adquirindo um dos números da Ação Entre Amigos pode entrar em contato com o Sr. Flávio Seibt pelo fone (51) 99188-3172. Para conhecer mais o Museu de Venâncio Aires podem entrar no site da instituição museuvaires.com.br ou no facebook.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar as seguintes tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>