Alemanizando: diálogos do Brasil em Berlim, capital da Alemanha.

Os brasileiros adoram boas conversas e interações, sejam elas pessoalmente ou no meio digital, e isso não é diferente quando eles estão no exterior. Os blogs – espécies de diários abertos online -e vlogs – espaços de comunicação informal por vídeos – se fizeram eficientes para os diálogos entre os que estão fora e dentro do Brasil. Na internet esse segmento vem crescendo espantosamente e concorrendo com a audiência de muitas mídias convencionais, como a própria televisão.

Conhecendo esse contexto e relacionando com os brasileiros na Alemanha e cultura teuto-brasileira, convidamos para uma breve entrevista os amigos do canal Alemanizando (www.alemanizando.com.br), Rodrigo e a Elissa, sediado em Berlim, capital da Alemanha. O Rodrigo respondeu a nossas perguntas e passamos esse “bate-papo” textual logo a seguir. O Alemanizando também participou do Boletim Der Hut na Imperial FM ocorrido no dia 14.02.2019, que podem conferir no final da página.

Der Hut: Qual o motivo da vinda de vocês para a Alemanha? Já tinham uma ligação com ela antes da mudança?
Alemanizando – Rodrigo: Eu tenho uma ligação familiar, por parte de mãe minhas origens são alemãs, então sempre comi da culinária na casa da minha vó, que sempre fazia Spätzle fresco para nós, por exemplo. Eles também sabem falar alemão, mas infelizmente nunca me ensinaram, por não considerar necessário. Fora isso conheci Berlim de passagem em um mochilão que fiz em 2011 e a cidade me chamou muito a atenção por vários motivos, em especial ao espaço que todos tem, ao mesmo tempo físico, por ser uma cidade bastante tranquila para uma capital, e mental, onde todos podem se expressar livremente sem julgamentos, achei isso muito bonito. Depois de conhecer a Elissa e começarmos nosso relacionamento, começamos a sonhar em morar no exterior, foi então que essas memórias de Berlim voltaram e eu sugeri a cidade. Visitamos ela juntos em 2013 e foi amor a primeira vista para a Elissa também. Em 2014 nos mudamos para cá.

Der Hut: Como surgiu a ideia do Alemanizando? Já tinham experiência com a produção de audiovisuais?
Alemanizando – Rodrigo: Eu fiz Publicidade e Propaganda, então tive aulas de produção audiovisual e nós dois sempre gostamos muito do YouTube como plataforma, mas sentíamos que em Porto Alegre não tínhamos um bom assunto para abordar. Quando nos mudamos para cá desde o início tínhamos a ideia de fazer um canal sobre nossa vida em Berlim.

Der Hut: Hoje o Alemanizando auxilia na economia de vocês? Já representou ou a partir de quando passou a representar?
Alemanizando – Rodrigo: Infelizmente não, para gerar uma renda razoável são necessários milhões de visualizações, o que é muito longe da nossa realidade. Dá no máximo para pagar a conta de luz e algumas cervejinhas (o que já é bem legal).

Der Hut: E como é ter “pique” para a produção de audiovisuais periodicamente? De onde surgem os temas para os vídeos?
Alemanizando – Rodrigo: A vida e os comentários nos trazem um monte de assuntos, mas é realmente bem difícil manter a periodicidade, é algo que estamos tendo problemas nos últimos meses, pois a vida só fica mais movimentada! Mas justamente essa interação com a público e a diversão de criar o conteúdo nos mantém fortes em nunca desistir do projeto.

Der Hut: De que modo os internautas reagem frente ao material de vocês? Quais são as vias mais comuns de contato?
Alemanizando – Rodrigo: Temos o contato bem direto pelos comentários no YouTube, que é em geral super legal e positivo! Tem bastante gente que segue o canal a tempo e sabemos bem quem são. Também estamos bem presentes em outras redes sociais como Instagram e Twitter, e fisicamente gostamos muitos de fazer Encontros Alemanizando, temos pelo menos 1 a cada verão e estão cada vez mais movimentados, é bem emocionante ver tanta gente que nos assiste junta e como já fazemos por vários anos,
é muito bom criar novas amizades e rever pessoas a cada ano.

Der Hut: E como vocês observam hoje a visão dos brasileiros sobre a Alemanha? Que tipos de estereótipos vocês consideram mais comuns?
Alemanizando – Rodrigo: Acredito que a Alemanha em si seja ligada a muitos valores positivos, por ser um país muito rico, com muitos produtos de alta qualidade, ótima qualidade de vida e belezas turísticas. Ao mesmo tempo, o povo alemão tem valores negativos associados, como serem muito frios, falarem de forma rude e por aí vai. Estando aqui sabemos muito bem que tanto as coisas positivas quanto as negativas não são verdades absolutas e tentamos sempre passar uma mensagem informada sobre nossas experiências por aqui, tentando ajudar a criar uma imagem bem mais clara de como são as coisas aqui, seja para quem está vindo visitar ou morar.

Programa “Boletim Der Hut na Imperial FM” com o casal Alemanizando: Rodrigo e Elissa.

Querem mais informações do Rodrigo e da Elissa? Conheçam o site do Alemanizando – www.alemanizando.com.br – e o Canal deles no Youtube .- www.youtube.com/alemanizando

One thought on “Alemanizando: diálogos do Brasil em Berlim, capital da Alemanha.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar as seguintes tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>