O refrigerador do Denis… e de muitas famílias nas áreas que tem um inverno mais intenso

Querer os alimentos refrigerados e bem conservados não é luxo dos brasileiros. Aqui na Alemanha, como na maior parte do mundo, há refrigeradores nas residências, contudo podem não ter as mesmas proporções que nos países quentes. Por isso uma das alternativas conhecidas nos países frios é o uso das áreas abertas para gelar comidas e bebidas, uma opção econômica, contudo restrita a algumas épocas do ano.

Refrigeradores nas residencias podem ser pequenos. É comum tomarem bebidas na temperatura ambiente.

Aqui em Munique o período frio pode ocupar a maior parte do ano, sendo seu auge entre dezembro e janeiro. Por isso ocupar as áreas abertas – como janelas, sacadas e espaços de serviço – nesse período pode ser uma opção de geladeira natural. Só cuidar para não se transformar em “congelador” e quebrar garrafas e congelar a comida quando ficar menos que de -3º. A temperatura no inverno alemão oscila entre índices positivos e negativos, podendo chegar em alguns lugares a – 25º.

Bebidas, frutas, verduras e demais alimentos podem ficar as áreas externas, como refrigeradores naturais.

Aqui em casa carinhosamente apelidaram nossa sacada de “Geladeira do Denis”, já que gosto de uma água geladinha e lá tem espaço para abrigar algumas garrafas. E quem aprecia cervejas e vinhos resfriados também usa dessa opção, podendo até colocar direto nos montinhos de neve.

Denis Gerson Simões

One thought on “O refrigerador do Denis… e de muitas famílias nas áreas que tem um inverno mais intenso”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar as seguintes tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>