Você quer brincar na neve?

“Você quer brincar na neve? Um boneco quer fazer?” E não é só na música do filme que isso acontece. Por mais que no Brasil esteja com muito calor em janeiro, na Europa o clima é outro. Onde cai neve é muito comum que as famílias se divirtam fazendo atividades que incluam essa “água em estado sólido”. Fizemos um teste para ver como funciona.

Aqui em Munique quando neva substancialmente é comum ver pais puxando crianças em trenozinhos ou fazendo guerrinha de bolas de neve. Outros vão para as pistas públicas de patins (como na estrutura temporária do Karlstor ou na permanente no Parque Olímpico de Munique). Contudo o que quisemos fazer nesta oportunidade foi o conhecido Boneco de Neve, sonho de muito turista de localidades tropicais.

Quem já viu o famoso Frozen acompanhou como foi feito o pequeno Olaf, boneco de neve que ganha vida. Contudo, montar um não é tão simples. Primeiro ponto é que a neve não obedece quem está a esculpindo: há pontos que ficam gélidos como pedra… outros se esfarelam facilmente por falta de liga. E geralmente se ganha otimismo quando se faz uma bolinha pequena; o problema é fazer uma maior e parelha. Todavia, como tudo, é uma questão de ganhar prática.

Todo incentivo para iniciar veio de um casal que começou a enrolar neve como que um rolo, bem em frente ao nosso apartamento, da Lise e meu, na Christoph-von-Gluck-Platz. E olha que o volume que eles empurravam era bem grande. O divertido foi que não haviam crianças, somente adultos com espírito criativo e com bom humor.

Recolhendo neve no parque em Munique.
Recolhendo neve no parque em Munique.

E se eles conseguiram fazer um grande rolo de neve, como que um tapete de grama ou feno, não seguiríamos fazer um boneco de neve com o que tínhamos depositado em nossa sacada? Foi uma boa questão. Foi colocar o casaco, as luvas e ir à luta… ou melhor… à esculpir no gelo. O resultado do teste está na foto abaixo: um urso de neve e seu castelinho.

Urso de Neve com seu castelinho estilizado: um a experimentação do dia 05/01/2019.

Para a primeira tentativa ficou satisfatório… mas necessita de paciência e muita tentativa e erro. É como trabalhar com castelos de areia ou outro tipo de trabalho manual: faz-se importante conhecer os materiais que se está utilizando e ter as ferramentas certas, assim como a vestimenta adequada. Depois desse primeiro teste podemos partir para novos desafios? Só o tempo dirá.

Denis Gerson Simões

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar as seguintes tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>